amor,

o imperfeito aos olhos do amor



cabelo desgrenhado
pele marcada
olhos comuns
barba por fazer
sorriso imperfeito
pele sem cor
corpo nada escultural
perna cabeluda
pés chatos

quando o olho bate e o coração vibra não há imperfeição que persista

sarita bruta





0 Comentários:

empoderamento,

“eu decidi não ser mais uma vítima. essa não sou eu.”


quando uma coisa começa a dar errado, parece uma bola de neve. você pisca o olho e, de repente, você tá desempregado, o namorado(a) termina com você, alguém que você gosta muito te sacaneia, ou coisa pior.

obviamente, você chora, sofre como um condenado, afinal, nada disso é fácil.

tem umas situações que são tão ruins, que você jamais vai superar.

mas enquanto você vive todo esse sofrimento, os minutos continuam a passar, as pessoas ao seu redor continuam vivendo, o universo continua a se transformar.

preciso ser fria ao dizer que se lamentar não serve pra nada. é incontrolável, eu sei, mas quanto menos durar, mais chances de você reverter esse quadro e começar a ser feliz.

você tem que buscar o poder interno que sempre teve dentro de você antes de todos esses problemas acontecerem. como você era antes de tudo isso?

quais eram os seus sonhos?

eu proíbo você de desistir de ser você pelos problemas da vida.

não assuma o papel de vítima. não fique aceitando todas essas pauladas de graça. transforme em algo produtivo e positivo. se esforce pra mudar de vida e ser quem você sempre esperou ser!

escolha outro papel nesse filme. seja aquela personagem que movimenta tudo na trama, em busca do seu objetivo.

*frase do título é da personagem spencer hastings do episódio 24 da temporada 3, da série pretty little liars.

sarita bruta





0 Comentários:

amor,

três de fevereiro


acordo bem cedo
faço um café
me distraio cantarolando nando reis
agora já não sei mais o que fazer
todo dia, o dia inteiro, sempre assim
perdido dentro de mim, dou uma passada no museu de minhas lembranças
e lá está você
sorrindo para mim
naquele dia de verão, contando suas histórias mais divertidas
mas, tudo escurece de repente, volto a realidade e descubro
que foi tentando esconder o que eu sentia que quase perdi minha sanidade





0 Comentários:

desabafos,

deixa eu curtir minha fossa


às vezes a gente tem vontade de chorar 24h. a tristeza é tanta que nem sai mais lágrima, é só uma sensação de como se você fosse desabar a qualquer momento e só chorasse por dentro.

a gente acorda e faz tudo no automático, quando vê não está nem ali, não sabe o que tá fazendo, não sabe o que tá falando... só um susto muito grande pra lembrar que estamos ali.

a gente não vê mais o que está na nossa frente, não percebe mais nada, não olha pra cara das pessoas, não sabe o que elas falam, nem avista a árvore linda que tá no meio do concreto.

é uma falta de vontade tão grande. você não quer mais sair, não quer mais se envolver com ninguém e nem está interessado em novas amizades, novos assuntos, novas ações.

você não lembra de beber água nem de ir ao banheiro, quando vê tá apertado pra fazer xixi no momento mais inconveniente possível. ou pode até ser conveniente, mas é difícil levantar pra ir até o vaso.

que melancólico, eu sei. mas deixa eu curtir minha fossa. deixa eu lembrar que sou feita de carne e osso e tenho o direito de estar infeliz. a gente fica melhor aceitando o que sente do que fingindo um contentamento que não existe.

sarita bruta





0 Comentários:

desabafos,

ser grande e ser nada


sempre me disseram que eu estava destinada a ser algo grande. maior que eu e que a minha vontade.

no início eu acreditei, me achava especial.

depois eu percebi que nada de grande acontecia e que todas essas pessoas estavam simplesmente enganadas.

quando eu olho para mim, vejo potencial em muitas coisas mas parece que não nasci com o dom de usar, sabe? e sem ativar, de nada vale capacidade alguma.

mas continuam me dizendo que há algo maior para mim. a última vez foi ontem depois do reiki. alguns também falam que há um determinado impedimento que me segura para não atingir todo esse brilho. e tenho que reconhecer que eles sempre acertam quando falam o que é.

só que, no fim, penso que é minha escolha aceitar essa sombra, pois, sou eu quem decido me apegar ao aqui e agora ou deslanchar.

a verdade é que ainda tenho muito medo. não sei nem direito do quê. eu tenho um misto de querer tudo certinho e ao mesmo tempo não querer. uma vida sossegada versus agitada.

será que eu sou a única com toda essa dualidade?

todos os caminhos me seduzem, e, ao mesmo tempo, me entediam.

um dia tenho certeza, dez dias nunca nem vi.

será que ser grande é algo parecido com ser nada?

sarita bruta





0 Comentários:

questione,

"só boas vibrações"


tá na moda ser good vibes, né?
eu acho é ótimo!
moda de coisa boa eu sempre apoio.
mas será que você tá vestindo essa moda na vida real? ou só nas redes sociais?
tanta declaração sobre amor, luz e paz... mas você tá emanando isso de verdade? ou tá só se convencendo de que é essa pessoa?
tá rolando mesmo empatia pelo próximo? ou você tá segregando alguns deles quando lhe é conveniente?
aquela sua foto meditando ou aquele seu textão sobre perdão, é o que você tem praticado?
toda essa ansiedade que você sente não tá aqui, né? nesses sorrisos largos, nessas publicações de pessoa espiritualizada...
quero continuar vendo seus sorrisos por aqui, mas quero vê também no seu coração.

sarita bruta





0 Comentários:

desabafos,

seja luz


tem gente
que se alimenta
do mal

da raiva
do rancor
da ofensa

foge
que contamina
envenena tudo ao redor
impregna

quando não der
pra fugir
seja luz
pra rebater
essas trevas

um ambiente escuro
só ilumina
se trouxermos luz

sarita bruta





0 Comentários:

liberdade,

eu crio expectativa sim!


essa geração é tão covarde que nem mais expectativa quer criar. pra não se decepcionar, não sofrer, não dar de cara com a porta. são tão babys que não aguentam uma lágrima.

que geração sem graça, isso sim! têm medo de tudo! medo de se arriscar, medo de se apaixonar, medo de não dar certo... pelo amor de deus, que mania é essa de achar que tudo tem que funcionar?

você vai se arriscar e não vai dar certo, você vai se apaixonar e não vai ser correspondido, você vai traçar um plano e vai falhar. é da vida! se não quer passar por isso, nem vive então!

e é exatamente o que está acontecendo. as pessoas estão deixando de viver. afinal, viver pode trazer sofrimento. e ninguém quer sofrer. então fica ali no marromeno. te quero se você me quiser. falo se quiser me escutar ou o que querem escutar. arrisco dentro da zona de conforto. que chatice!

pois eu crio expectativa sim! porque se der errado eu vou sofrer um bocado mas se der certo eu vou chorar de alegria. e independente do resultado, eu vou me sentir viva!

quem recusa o sofrimento, recusa também a experiência. e eu não vou recusar. se eu nasci e já tô aqui nesse mundo louco, eu escolho viver tudo que eu tenho pra viver. vai ter coisa boa e coisa ruim, afinal, sou humana!

não vim com botão de fábrica com a opção de desligar a expectativa. e eu não tenho a menor pretensão de me transformar num robô pela falsa sensação de que sou especial e não mereço sofrer.

eu não sou especial. nem você. nem ninguém. todo mundo sofre. mesmo fugindo, sofre.

sarita bruta

Imagem: Luana Morena (@iluamorena)





0 Comentários:

desenvolvimento pessoal,

nada permanece


não há nada que te obrigue a ficar na mesma posição.

e há tudo que favoreça a mudança e a transformação.

nós somos mutáveis, pelo meio e pelo nosso intrínseco.

a gente corre tanto atrás da estabilidade mas não percebe que só conseguimos isso quando aceitamos e sobrevivemos ao instável.

coisa boa ou coisa ruim, nada permanece.

tudo é condição que se molda e, eventualmente, muda.

então, aceite.

sarita bruta





0 Comentários:

desabafos,

“mas” que agouro


hoje eu estava esperando para ser atendida num consultório médico na paz de deus, mexendo no celular aleatoriamente quando entra uma mulher efusiva pela porta de vidro. cumprimentou a recepcionista como se já a conhecesse e sentou para aguardar um outro médico. as duas começaram a conversar.

a mulher efusiva começou a contar sobre o casamento da sua filha, que tinha sido lindo e que ela ficou muito bonita nas fotos e blá blá blá, mas (porque sempre tem o “mas”) era muito novinha e não estava na hora de casar. e aí a secretária fez mais perguntas sobre o grande acontecimento e a mãe da noiva, a cada resposta, repetia o fato dela ser muito jovem e que não era para casar.

essa conversa era, na verdade, bem entediante para mim, mas como eu não tinha coisa muito melhor para fazer, fiquei prestando atenção nesse papo e comecei a refletir sobre duas coisas. primeiro: por que a gente sempre tem que focar no que é ruim? porque sempre tem que ter esse “mas”? e segundo: por que existe um número que nos diz com qual idade devemos casar ou fazer qualquer coisa na vida?

que coisa chata isso! a menina claramente queria casar, tudo foi “lindo”, conforme a própria descrição da sujeita, não haviam impedimentos descritos, então foca nisso, não pode ser? mas não, tem que ter o “mas”, aquela palavrinha que nos diz que não existe nada 100% bom. mesmo que seja inventar uma coisa que não tem nada a ver com a felicidade do casal.

e essa idade padrão qual seria? nem sei que idade a garota tinha, mas seja qual for, se os pombinhos quiserem, tiverem condições e for dentro da lei, não há nenhum “mas”. e seja lá qual for o seu pensamento negativo sobre casamento em determinada idade, já está feito, vai ficar repetindo para o resto da vida que o casamento foi lindo, mas não era para acontecer? que agouro da porra.

mas essa situação bobinha do dia a dia me fez querer me observar mais e só usar o “mas” se for pra reverter uma frase ruim para uma boa e não o contrário. recomendo, faz bem à alma e aos ouvidos alheios.

sarita bruta





0 Comentários:

desenvolvimento pessoal,

raso, porém profundo


"tudo sempre tem sido profundo pra mim...talvez seja a hora de conhecer o raso - com profundidade."

[infelizmente, desconheço a autoria desta frase e não poderei homenagear o seu escritor.]

o que é ser profundo? uma pessoa que sente demais? que reflete demais? que não deixa nenhum fato passar, sem que te toque o coração? acho que esses conceitos definem bem.

não me condeno por ser assim, mas acho que ficar só ficar pensando e sofrendo também não ajuda muita coisa.

nós estamos aqui, numa sociedade que talvez não gostamos muito mas em que fomos postos por algum motivo. tem gente que consegue lidar facilmente com essa dinâmica, eles aceitam o contexto em que se encontram e o utilizam da melhor forma possível.

mas para as pessoas profundas é tudo mais difícil, porque tudo tem uma história, um sentimento, uma emoção, um apego, uma reflexão. imagine carregar cada memória com toda essa carga, é pesado.

e pela própria profundidade, eventualmente a gente se questiona porque temos que ser assim, se machuca tanto. e vai aprendendo a lidar com tudo isso e criar outro olhar sobre as coisas.

acredito que seja impossível passar de profundo para raso e não acho nem recomendável, mas começamos a ver o valor do superficial. em meio as nossas divagações, percebemos que não precisamos levar tudo tão a sério e que conquistar algo material nos sustenta mentalmente também.

a gente já conhece muito do profundo, mas tá na hora de colocar os pés no chão e cumprir o nosso papel aqui na terra. coloca essa profundidade pra fora, transformar ela em ação.

se for necessário, faz um pouquinho do que todo mundo faz pra conquistar seu espaço e produzir mudança no mundo. mas faz.

se a gente tivesse aqui pra ficar só sentindo, não vínhamos num corpo físico, que precisa se movimentar. nem teríamos a necessidade de interagir com o meio. o discernimento da nossa espécie é exatamente para ser utilizado nessas escolhas, promovendo o equilíbrio delas.

portanto, não recuse o raso. apenas considere algo a mais para se aprofundar.

sarita bruta





0 Comentários:

amor,

um abraço é suficiente


o ser humano tem uma mania de todo problema que ouve, procurar logo uma solução. a pessoa nos conta uma situação e a gente já começa a identificar os erros da questão para dar uma resolução lógica.

acontece que, às vezes, para o problema do sujeito, não há muito o que se fazer e isso cria uma aflição na gente. talvez pela educação matemática que recebemos onde tudo se trata com um método. somos doutrinados pra resolver e não para cuidar.

mas já parou pra pensar que naquele momento pode ser que a pessoa só precisava de um abraço? ou ouvir um "eu te entendo" ou "estou aqui com você". geralmente, temos noção do nosso erro e do que deve ser feito, mas, ainda assim, precisamos de um apoio gentil. não é diferente com os outros seres humanos.

a verdade é que não há fórmula mágica para ajudar o outro. não dá pra pegar o cérebro do amigo e passar a dar comandos, projetando uma nova forma de lidar com a sua realidade. então, ofereça o que tem de melhor: amor.

sarita bruta





0 Comentários:

desenvolvimento pessoal,

17 princípios para ser mais contente e sereno


por emilce shrividya starling

"a felicidade reside no aqui e agora"

todos nós estamos em busca da felicidade. tudo que fazemos é com o objetivo de sermos felizes. estamos sempre procurando por algo melhor. viajamos, adquirimos posses, roupas, objetos eletrônicos, celulares novos, tudo de mais moderno. merecemos conforto e prosperidade, mas precisamos buscar o equilíbrio em nossa vida.

estudamos, buscamos o amor, casamos, temos filhos, buscamos amizades, sucesso e realizações. mas, se ficarmos dependendo apenas das coisas externas, das pessoas, dos acontecimentos, iremos alimentar apegos, ansiedade, medo da perda, angústia e desejos insatisfeitos.

a felicidade nos escapará se a buscarmos somente nos prazeres sensoriais, nas posses, no amor do outro, no amor dos filhos, nas viagens, no trabalho. tudo é passageiro e impermanente.

nossa alegria e bom humor não podem depender de que todas as circunstâncias estejam perfeitas. temos que nos sentir contentes e agradecidos com o que somos e temos agora, no momento presente.

se ficarmos nas lembranças do passado, com excesso de pensamentos sobre traumas, problemas ou mágoas das pessoas, iremos nos sentir infelizes, angustiados e deprimidos. o passado já acabou. viver recordando o passado é fonte de sofrimento e leva a pessoa para terapia, tranquilizantes e infelicidade.

não podemos mudar nosso passado, mas podemos extrair lições para tornar nossa vida melhor. ao aprender com o passado, podemos deixá-lo de lado e desfrutarmos nosso agora com um coração agradecido e leveza de espírito.

compreenda que não é ficar sem memória. é lembrar-se do passado, sem emoções negativas, sem sentimentos de revolta e ódio, sem frustrações ou raiva. isso é um aprendizado de humildade, de perdão e de entendimento que estamos fazendo mal a nós mesmos quando nutrimos esses sentimentos negativos.

a felicidade reside no aqui e agora. não depende de pensarmos: "se conseguir isso serei feliz...". podemos ser felizes agora mesmo, se optarmos por isso. temos que satisfazer nossas necessidades básicas, conquistar a saúde a cada dia, amar e ser amado, realizar nossas metas. porém, não podemos nos confundir achando que a felicidade é somente externa.

no yoga, buscamos a felicidade na tranquilidade e amabilidade da mente. na coragem e alegria interior. na aceitação da vida, na gratidão, no desenvolvimento das virtudes, que já existem dentro de nós, esperando para serem cultivadas. e no entendimento, que não existe nada por acaso. colhemos o que plantamos.

se você pensar que só será feliz quando conseguir tal emprego, quando se casar, quando tiver filhos, quando eles se formarem, quando você fizer tal viagem, se aposentar, ou conseguir isso e aquilo, você nunca se sentirá realizado. você perderá o momento presente, o único momento que existe, esperando pela felicidade. e, assim, nunca vai se sentir satisfeito.

não é cruzar os braços e não se esforçar para alcançar seus sonhos. ao valorizar o que já alcançou, você sentirá mais motivação e entusiasmo para buscar seus ideais.

17 princípios para ser mais contente e sereno:

1. não tente mudar os outros. isso gera conflitos e discussão.

2. mude a si mesmo para melhor. esse é seu maior dever.

3. desenvolva aceitação da vida e aceite as pessoas como são.

4. viva e deixe o outro viver.

5. mesmo que não possa mudar os outros, nem alguns acontecimentos, você pode mudar o como pensa, fala e age. mudar sua atitude faz toda a diferença, porque elimina sofrimento e efeitos indesejáveis.

6. atitudes positivas e sábias tornam sua vida mais satisfatória e calma.

7. seja autêntico. seja você mesmo.

8. descubra suas habilidades, talentos e qualidades.

9. estude, faça cursos e aperfeiçoamentos em sua área. isso traz segurança e atrai boas oportunidades de emprego.

10. liberte-se das amarras do medo e dos condicionamentos negativos.

11. transforme o ego negativo em ego positivo, melhorando sua autoestima, descobrindo sua coragem e força interior.

12. abra a porta da prisão interior que lhe sufocava, com inseguranças e preocupação com a autoimagem.

13. acredite em você mesmo. valorize-se. torne-se seu próprio e verdadeiro amigo.

14. entenda a importância de ter pensamentos positivos, pois você só pode sentir o que pensa.

15. faça relaxamento e meditação para diminuir o estresse e ansiedade.

16. aprenda a estar presente nas suas atividades diárias, treinando assim para ser mais feliz e calmo.

17. converse com sua mente: "ó minha mente pense bem de si mesma, pense bem dos outros."

descubra que a felicidade verdadeira é um estado mental, e não é um conjunto de circunstâncias. perceba que se alimentar pensamentos negativos, vai sentir os efeitos dolorosos desses pensamentos, e não será feliz por mais maravilhosas que sejam essas circunstâncias.

a felicidade é um sentimento que podemos vivenciar e não algo que temos que procurar fora de nós. é um sentimento de quem alcançou a serenidade. é um sentimento de contentamento que pode ser alcançado, mesmo que existam problemas em nossa vida, porque ele vem de dentro de nós, não depende do exterior.

não tenha medo de ser feliz. busque sua felicidade nas pequenas coisas cotidianas. sinta gratidão pelo simples fato de estar vivo. experimente mudar seu hábito de reclamar, de criticar, e comece a agradecer tudo ao seu redor e na sua vida. perceba como essa nova atitude vai lhe trazer mais satisfação e tranquilidade.

escolha ser mais feliz. você merece. e, para isso, mude suas atitudes mentais e emocionais.

namastê! deus em mim saúda e agradece deus em você. fique em paz.





0 Comentários: