política,

o silêncio não te protege

terça-feira, outubro 16, 2018 Brutamor 0 Comments


jamais poderia me abster diante do circo de horrores causado pelo candidato bolsonaro e, ainda muito pior, pelo seu eleitorado.
discorro sobre o assunto como mulher, como cidadã, como conhecedora da constituição e dos direitos humanos, como defensora da lei e da dignidade, respeito e valores básicos de convivência entre os povos.
todo mundo tem direito de votar em quem quiser. o estado é laico e o voto livre. a liberdade de expressão está prevista e mais do que garantida nos direitos fundamentais.
bem como, cada um tem o poder de escolher no que acredita e a filosofia que deseja seguir.
mas, então, por que não deixamos bolsonaro e os seus eleitores em paz?
porque existe um limite.
porque nenhum direito é absoluto.
porque os comportamentos e falas do candidato refletem intolerância e retrocesso.
porque o candidato é preconceituoso em todos os níveis. e há vídeos atuais que comprovam isso.
não é porque a gente não respeita o voto do outro.
é porque precisamos nos defender.
nos defender de quem quer tirar os nossos direitos.
nos defender de quem quer rasgar a nossa constituição.
nos defender da violência e do autoritarismo.
ser contra a qualquer ameaça de cassação da nossa liberdade.
não é porque somos petistas, não é porque somos esquerda, não é porque somos a favor da corrupção.
é por algo muito maior que isso.
é pelo absurdo de ter como presidente uma pessoa que faz apologia a representante de tortura. que usa e abusa de discursos e gestos de ódio.
e que, pra completar, não demonstra a menor capacidade de governar um país.
violência não é a solução, penas mais rígidas não são a solução. além de humanidade, é lógica: se matar, nasce de novo; o sistema prisional mal comporta os presos que já têm.
vamos virar um país cemitério-presídio? apelar para o autoritarismo e vivermos com mais medo do que já vivemos? com nossa liberdade totalmente cerceada?
os anos passam e temos que evoluir e não involuir.
então, não, não tolero. e tenho todo direito de não tolerar. é o meu direito de resistência e não abro mão dele.

"por mais paradoxal que seja, defender a tolerância exige não tolerar o intolerante."
karl popper

sarita bruta






0 Comentários: