Pular para o conteúdo principal

O mundo anda complicado para os românticos


Faz tempo que você já não precisa mais levantar pra mudar o canal, o controle remoto faz o trabalho. Você não precisa mais encher as garrafas pra botar na geladeira, tem uma máquina que gela a água pra você. Aquele filtro de café? Esquece! Agora você tem sachês que juntamente com a eletricidade produzem qualquer sabor dessa bebida.

Para pra pensar quanto esforço nos é poupado com essa maravilhosa tecnologia que nos dá tudo na mão. Como se não bastasse, a evolução não atingiu só os objetos. Ela conseguiu a proeza de chegar nas pessoas (mas como objetos, se é que você me entende).

Agora a gente não precisa se esforçar pra falar com ninguém. Alguns cliques no teclado do celular e “✓”. Me explica pra que eu vou ligar ou encontrar uma pessoa e concentrar toda a minha energia nela, se eu posso falar com ela no whatsapp enquanto falo com outras pessoas, vejo o feed das minhas redes sociais e escuto uma música? Não faz nenhum sentido.

E como fica o amor no meio desse tiroteio de facilidades? Ah, o amor. Eu tenho pena do amor. Tenho pena de mim. Tenho pena das pessoas dessa prole. Tudo é tão fácil que o amor ficou muito difícil pra nós. Conquistar uma pessoa está fora de cogitação, tenho mais o que fazer.

Paquerar, eu? Com a chance de levar um fora? Mais fácil entrar no tinder que o match é garantido. Na internet, esse mundo maravilhoso onde recebo eternos likes, eu sempre tenho com quem conversar, nunca fico sozinho. As pessoas da vida real são muito difíceis, elas têm muitos sentimentos e muitos problemas reais. Prefiro ficar por aqui mesmo na “nuvem”. Posso até conhecer alguém ou outro tangível, mas se ficar complicado demais, eu sumo!

Sumir. Essa habilidade incrível que aprendi com a modernidade líquida. É fácil, eu te explico, é só fingir que você nunca esteve na vida daquela pessoa e seguir na sua rotina normalmente. É só você esquecer que a pessoa do outro lado da tela tem sentimentos, o que é bem natural, já que você nem está vendo a cara dela mesmo. Se ela for uma pessoa muito real, provavelmente vai querer entender o que está acontecendo. Mas é só ignorar e fingir que ela não existe mesmo e, eventualmente, a pessoa desiste.

Como eu amo essa época em que eu posso ser bem covarde. São poucas as coisas que eu tenho que enfrentar cara a cara. No amor e na amizade, tudo ficou bem tranquilo pra mim, quando tô afim, falo com a pessoa, quando não tô afim, não falo. Se a pessoa tiver muito chata, silencio ou arquivo a conversa pra não atrapalhar as outras notificações.

Quando a pessoa me cobra alguma coisa, é só eu dizer que tava muito ocupado, ela nunca vai saber a verdade mesmo. Se for uma pessoa muito legal do outro lado, vai até acreditar em todas as mentiras que eu conto e continuar correndo atrás de mim. Ah, como é bom ser frouxo. Muito melhor que ser trouxa.

ESSE TEXTO CONTÉM IRONIAS

Autoria: Brutamor


Comentários

Gugu Keller disse…
Amar sem risco é frear-se a disco.
GK

TOP 5 MENSAL

Memórias, apenas.

E eu que me esquecia que os pássaros eram livres
Que as raízes cresciam
Que as águas se moviam
Que as flores encantavam
Que teus risos me emocionavam
Mas agora tudo mudou
Não vejo mais pássaros, livres, voando
Nem tua boca me falando
O que eu sempre gostei de ouvir
Que as rosas que tu recebias de mim
Eram as coisas mais belas
E o belo se fez feio
O tempo não foi nosso amigo.


Miqueias Laurentino

A imagem do texto é sua?

*Gostou desse texto? Compartilha com seus amigos e comenta o que achou aqui embaixo!

Convite pra ser adulto

Cá estou eu ouvindo minha playlist de rap no Spotify, quando começa a tocar Preta de Quebrada de Flora Matos. Tô lá eu gingando e curtindo a batida e aí surge uma parte falada da música que dizia coisas muito interessantes. Mas a voz não era de Flora... era de quem então?

Não daria certo

Acontece que eu nunca parei de pensar em você. Beijei tantas bocas e conheci tantos corpos mas, no fundo do meu cérebro sempre tinha aquela vozinha que me dizia "não é ele". E eu poderia, de pronto, elencar todos os motivos pelos quais não devemos ficar juntos. Eu ainda acho que não daria certo.

Sou fogo, sou áries

Sou do signo de Áries. Sou fogo, sou direta. Sou franca e prefiro que sejam comigo também. Não gosto de meias palavras ou meias verdades. Minhas roupas têm cores escuras. Mas continuo passando o réveillon de branco. Sou do avesso. Muitas vezes exagerada. Talvez eu seja sim, o oposto daquilo que você espera de mim. Sou hiperativa. Te amo mais do que queria. Trabalho como gente grande

Quando o amor vira um martírio

Quando você ama uma pessoa sempre quer o melhor para ela. Você quer que ela sorria e seja feliz. Então você usa as ferramentas que tem para ajudar essa determinada pessoa a alcançar o máximo de sensações boas possíveis. E isso tudo é muito lindo, é amor.