desenvolvimento pessoal,

raso, porém profundo

quarta-feira, fevereiro 07, 2018 sarita bruta 0 Comments


"tudo sempre tem sido profundo pra mim...talvez seja a hora de conhecer o raso - com profundidade."

[infelizmente, desconheço a autoria desta frase e não poderei homenagear o seu escritor.]

o que é ser profundo? uma pessoa que sente demais? que reflete demais? que não deixa nenhum fato passar, sem que te toque o coração? acho que esses conceitos definem bem.

não me condeno por ser assim, mas acho que ficar só ficar pensando e sofrendo também não ajuda muita coisa.

nós estamos aqui, numa sociedade que talvez não gostamos muito mas em que fomos postos por algum motivo. tem gente que consegue lidar facilmente com essa dinâmica, eles aceitam o contexto em que se encontram e o utilizam da melhor forma possível.

mas para as pessoas profundas é tudo mais difícil, porque tudo tem uma história, um sentimento, uma emoção, um apego, uma reflexão. imagine carregar cada memória com toda essa carga, é pesado.

e pela própria profundidade, eventualmente a gente se questiona porque temos que ser assim, se machuca tanto. e vai aprendendo a lidar com tudo isso e criar outro olhar sobre as coisas.

acredito que seja impossível passar de profundo para raso e não acho nem recomendável, mas começamos a ver o valor do superficial. em meio as nossas divagações, percebemos que não precisamos levar tudo tão a sério e que conquistar algo material nos sustenta mentalmente também.

a gente já conhece muito do profundo, mas tá na hora de colocar os pés no chão e cumprir o nosso papel aqui na terra. coloca essa profundidade pra fora, transformar ela em ação.

se for necessário, faz um pouquinho do que todo mundo faz pra conquistar seu espaço e produzir mudança no mundo. mas faz.

se a gente tivesse aqui pra ficar só sentindo, não vínhamos num corpo físico, que precisa se movimentar. nem teríamos a necessidade de interagir com o meio. o discernimento da nossa espécie é exatamente para ser utilizado nessas escolhas, promovendo o equilíbrio delas.

portanto, não recuse o raso. apenas considere algo a mais para se aprofundar.

sarita bruta





0 Comentários: