amor,

não tinha guarda-chuva

segunda-feira, janeiro 29, 2018 sarita bruta 0 Comments


e você disse "é apenas uma garoa, não tenha medo de se molhar!"
e eu tão pequena diante de ti, não sabia negar tua vontade.
mas aquela agitação no meu peito me dizia o contrário, minha mente insistia em me alertar sobre ti. menina boba, não tenha medo, se entregue - dizia você
- me deixe sentir teu corpo molhado junto ao meu.
tão absorvida pelo teus encantos, me lancei aos teus braços e deixei que a fina garoa banhasse nossos corpos.

sentia que cada centímetro do meu corpo entrando em combustão.
teu toque tão suave sobre minha pele.
teus lábios quentes explorando os meus.

tão de repente tua imagem se tornou borrão diante de mim.
e a pequena garoa tornou-se violenta.
e meus ouvidos eram preenchidos por sua risada macabra.

tudo começou a rodar, rodar,rodar, rodar, rodar....
me sentia tonta, fraca e com frio.

ao abrir os olhos, me vi sozinha, juntando cada pedaço meu.

a tempestade foi embora e junto a ela você se foi também.





0 Comentários: