ansiedade,

2 regras para nunca mais se estressar

domingo, janeiro 28, 2018 sarita bruta 0 Comments


eu não nego, sou uma pessoa estressada. e eu poderia seguir citando aqui todos os diversos motivos pelos quais eu sou assim: o excesso de estímulos tecnológicos, a minha criação, as cobranças da sociedade, a minha própria personalidade etc. mas boa parte de tudo que eu falar vai se aplicar a todas as pessoas, principalmente as que vivem nas grandes capitais.

é uma era, gente, não tem jeito! o estresse é sintoma comum de cada cidadão moderno. se você for passar um tempo no meio do mato, você vai relaxar, mas, em alguns dias ou meses, acredite que você vai desenvolver novamente o estresse pelo vício de está sendo estimulado por algo novo. (é claro que me refiro mais às pessoas das novas gerações e que foram submetidas ao uso constante de tecnologia).

e nisso, vem uma infinidade de terapias e curas para o sujeito estressado. (acho que nunca vou entender porque o ser humano sempre trabalha na consequência e nunca na causa).

psicólogo, yoga, rivotril, centros espirituais, aromaterapia, reiki etc etc etc.

pouparíamos milhões de reais se tivéssemos um pouquinho mais de conhecimento sobre o que a gente representa no mundo. somos tão pequenos diante do universo e as nossas insatisfações são tão mesquinhas em relação a grande engrenagem mundial, na qual existem tantos seres vivos, planetas, infinitudes desconhecidas.

nesse sentido, preciso compartilhar um pensamento de susan andrews sobre o estresse que pode parecer muito bobo mas faz um enorme sentido:

há 2 regras para lidar com o estresse.

regra 1: não se preocupar com ninharias.

regra 2: tudo é ninharia.

se eu pudesse eu penduraria uma placa na minha cabeça à vista dos meus olhos, pra que eu pudesse ler a cada segundo esse texto. iria poupar tantas rugas.

a gente se preocupa com tanta merda que não vai valer de nada quando estivermos amanhã num caixão. tanto esforço pra ser e ter, que nem te trazem sequer felicidade. tanta energia dispendida com gente maluca, que não tá nem aí pra você. tanta acumulação de um monte de tranqueira que a gente não precisa.

toda vez que você se estressar, reflita e você vai ver que aquilo nem era tão relevante assim.

o estresse eventual é natural, mas viver estressado nunca será. pare de dar importância ao que não tem importância.

pare de se empenhar tanto em fazer coisas que não prestam pra nada, nem ao menos pra te trazer lazer. saia do automático.

e não se preocupe com esse texto, pois se trata apenas de mais uma ninharia.

sarita bruta

Imagem: @ohabrealas





0 Comentários: