desenvolvimento pessoal,

vida que segue muito bem

quinta-feira, dezembro 21, 2017 sarita bruta 0 Comments


"se choras por não teres visto o pôr do sol, as lágrimas não te deixarão ver as estrelas."
rabindranath tagore

quantas vezes a gente reclama de algo que a gente queria muito e não deu certo? e chora, esperneia, bate pé. quer aquilo de qualquer jeito. bota na cabeça que é isso ou nada. e sofre... sofre tanto!

às vezes nossa obsessão para alcançar determinado objetivo é tanta que nos cegamos a tudo que está ao nosso redor. nem nos permitimos enxergar outras possibilidades. criamos um caminho único, que não possui entroncamentos.

tudo bem que devemos persistir para alcançar nossas metas independente das quedas, mas se fechar nesse rumo é maluquice. temos que aceitar que tem coisas ou pessoas que simplesmente não são para gente naquele momento e, talvez, nunca serão.

o tempo que a gente passa se martirizando impede que enxerguemos o que realmente está dentro do nosso destino. se a gente parasse com essa fixação em controlar tudo o que acontece na nossa vida e o que está para acontecer, nós aproveitaríamos muito mais os pequenos momentos do nosso dia, sem nem perceber os momentos em que nossas vontades não foram satisfeitas.

não dá pra abraçar o mundo. se uma coisa não saiu como a gente queria, bola pra frente, vida que segue. e segue muito bem, com muita gente boa, com novos acontecimentos, aprendizados e estrelas.

sarita bruta





0 Comentários: