liberdade,

profundo

quarta-feira, dezembro 06, 2017 sarita bruta 0 Comments


profundo, eles me chamam.
às vezes tão profundo,
que me perco na dimensão do pensar.
ideias estão sempre rondando a minha cabeça,
esperando para sair e se fazer existir,
num mundo onde preferem a segurança
de se refrescar em águas rasas,
quando se pode mergulhar na vastidão azul.

sigo mergulhando,
gosto da paz que encontro lá no fundo,
às vezes volto ao raso,
na esperança de encontrar alguém

que ame tanto quanto eu: mergulhar.

douglas césar



0 Comentários: