Pular para o conteúdo principal

O amor também se espalha (Série Skam – Último episódio)




Skam é uma série adolescente da Noruega. Inicialmente, parece só mais um seriado do tipo americano, mas traz várias reflexões atuais e importantes.

O seriado se passa numa escola do ensino médio, no qual os personagens principais são os seus
alunos. São 4 temporadas e cada uma delas aborda a vida de um dos estudantes e os problemas que eles vivenciam.

A quarta temporada se trata da personagem Sana, trazendo a realidade de uma muçulmana que vive num país que não tem nada a ver com a sua cultura.

Apesar da Noruega ser um país mega desenvolvido, inclusive sendo o atual melhor em igualdade de gênero, a série traz à tona os preconceitos sofridos pelos muçulmanos e a falta de conhecimento e respeito sobre essa religião.

Há uma acusação constante nos capítulos de todas as temporadas sobre a dita religião ser a responsável pela violência gerada nos países onde há sua maior prática. Todos os alunos da escola têm medo de Sana mas são eles quem praticam hostilidade com a personagem o tempo todo, provando a falta de relação entre a religião e brutalidade.

Nas temporadas anteriores, também existem outros episódios que mostram com que facilidade cada um dos adolescentes vira alvo de ódio, seja por uma fofoca, pelo medo de não ser aceito e, até mesmo, pelo enfrentamento dos preconceitos e bullying.

Esses temas são muito discutidos hoje em dia e tem uma relevância gritante. SKAM aborda muitos deles de uma forma muito natural: você está assistindo, se divertindo, rindo, e, de repente uma realidade bate na sua cara.

Mas a melhor parte é a conclusão do seriado:






“O medo se espalha. Mas... felizmente, o amor também se espalha.”

Essa frase é tudo que a gente precisa saber para começar bem 2018. Não importa o quanto de podridão haja no mundo. O amor ainda está aqui.

Não importa o quanto a mídia nos empurre más notícias, esse não é o cenário completo. Tem muita coisa boa acontecendo e a gente nem sabe.

Neste novo ano, eu peço que você não perca a esperança. Comece por você. Se ame e ame o próximo, independente de como e quem ele seja. Espalhe amor. Mesmo que seja difícil e que as pessoas riam de você. Faça sua parte.

Não aceite sentimentos ruins, questione!

Não deixe que nada nem ninguém dite como você encontra sua felicidade! Seja você.

Plante amor e colha amor.


Autoria: Brutamor




*Gostou desse texto? Compartilha com seus amigos e comenta o que achou aqui embaixo! 

Comentários

TOP 5 MENSAL

Convite pra ser adulto

Cá estou eu ouvindo minha playlist de rap no Spotify, quando começa a tocar Preta de Quebrada de Flora Matos. Tô lá eu gingando e curtindo a batida e aí surge uma parte falada da música que dizia coisas muito interessantes. Mas a voz não era de Flora... era de quem então?

Memórias, apenas.

E eu que me esquecia que os pássaros eram livres
Que as raízes cresciam
Que as águas se moviam
Que as flores encantavam
Que teus risos me emocionavam
Mas agora tudo mudou
Não vejo mais pássaros, livres, voando
Nem tua boca me falando
O que eu sempre gostei de ouvir
Que as rosas que tu recebias de mim
Eram as coisas mais belas
E o belo se fez feio
O tempo não foi nosso amigo.


Miqueias Laurentino

A imagem do texto é sua?

*Gostou desse texto? Compartilha com seus amigos e comenta o que achou aqui embaixo!

Não daria certo

Acontece que eu nunca parei de pensar em você. Beijei tantas bocas e conheci tantos corpos mas, no fundo do meu cérebro sempre tinha aquela vozinha que me dizia "não é ele". E eu poderia, de pronto, elencar todos os motivos pelos quais não devemos ficar juntos. Eu ainda acho que não daria certo.

O que é verdade?

Essa é a pergunta do dia 14 de março do livro "Uma pergunta por dia".

Subitamente me veio a mente as respostas "nada", "não existe verdade", "nenhuma verdade é absoluta".

Mas depois refleti sobre a verdade que eu via a minha frente: minha mesa de mapa-múndi, meu notebook, minhas canetas, meu copo brinde do leite ninho. E a minha própria existência é verdadeira, creio eu.


E esse "crer" que transforma um fato, um sentimento, um pensamento, em verdade.

Para os céticos, a verdade está apenas ao alcance dos olhos. Para o crédulo, existe veracidade até no sobrenatural.

Então, a minha verdade é que a verdade existe. E ela se conjura no plural: verdades.

Nós criamos as verdades e inverdades. Somos poderosos, podemos até trocar de verdade pra inverdade e vice-versa.

Pena que não dá pra responder em 4 linhas, que é o espaço do livro. Então vou resumir nisso:

"O que é a verdade senão a ferramenta que criamos a favor e contra nós?"

Ach…

Quando o amor vira um martírio

Quando você ama uma pessoa sempre quer o melhor para ela. Você quer que ela sorria e seja feliz. Então você usa as ferramentas que tem para ajudar essa determinada pessoa a alcançar o máximo de sensações boas possíveis. E isso tudo é muito lindo, é amor.