empoderamento,

eu não posso sonhar por você

domingo, dezembro 31, 2017 sarita bruta 0 Comments


2017, ô ano do cão.

cenário brasileiro e mundial decadentes. um minutinho que eu acompanhasse qualquer jornal, já era suficiente para ouvir sobre inúmeros crimes, violência, corrupção, projetos de lei infundados e por aí vai.

o panorama da minha vida pessoal também não foi muito favorável. fui no inferno e voltei.

a grande parte de pessoas que conheço estão mal empregadas ou desempregadas mesmo. todo mundo comendo o pau que o diabo amassou.

os relacionamentos cada vez mais efêmeros, o disk sexo agora é mais acessível, é só abrir o tinder.

muitas pessoas com depressão ou com sérios distúrbios emocionais.

individualismo comendo no centro. talvez seja esse o motivo dos dois últimos fatos.

e eu poderia ficar aqui o dia todo tecendo queixas e lamúrias sobre tudo isso. não quero ser hipócrita de fechar os olhos para tudo de ruim que acontece. muito pelo contrário, incentivo o questionamento e acredito que, sem educação e conhecimento, o cidadão brasileiro, juntamente com a nação, não vão para lugar nenhum.

mas dizer que tudo é ruim é um vício. a maior parte do mundo não é ruim, a maior parte do mundo não está em guerra, a maior parte do mundo não passa fome. no brasil, o número de criminosos (apesar de serem muitos!) não chega nem a 0,2% da população. a desigualdade social é imensa mas tem diminuído aos troncos e barrancos. ainda temos muito o que evoluir a respeito da empatia e do convívio com a natureza, mas já sentimos algumas mudanças valorosas. o acesso à informação trouxe o empoderamento de muitas classes, as pessoas têm erguido mais a cabeça para assumir quem realmente são.

e poderia também passar um dia inteiro falando do que tem de bom nessa vida e como nem tudo é uma merda. mas não, porque meu objetivo não é que você esteja em nenhum extremo. existe o bom e existe o ruim. ponto. você só tem que ter consciência disso.

ok, o mal existe. todo mundo sabe. mas se você fica assistindo todos os dias aqueles jornais na hora do almoço ~que só passa desgraça e humilhação~ que você mal engole a comida; se o assunto que você usa pra puxar papo com as pessoas é o último político que roubou; se você só fica falando mal das pessoas e reclamando porque elas não são como você queria que fossem; se você acha que todo mundo é igual (ex: homem é safado, político é ladrão, advogado é oportunista); se você acha que sua verdade é única e absoluta; o seu cérebro vai internalizar que a vida é uma bosta e que ninguém presta. e isso se torna um ciclo, você vê coisa ruim, pensa coisa ruim, percebe a coisa ruim no mundo e consequentemente acha que o mundo é ruim. (Entenda mais sobre isso aqui). e o que acontece quando a gente acha que o mundo é ruim? a gente não tem esperança e vira um boneco inútil na terra.

[caso você queira ver notícias boas e mudar um pouco desse cenário, clique aqui, eu fiz um texto indicando bons sites de notícias do bem.]

você não pode deixar o mal entrar na sua mente. porque não é só ele que existe. mude a sua realidade. pare de ver só notícias ruins! nada contra ficar informado, mas a informação tem que ser total. se você só ver informação ruim, seu cérebro acredita que é só isso que existe.

quando você acredita que a realidade e a população são ruins, você emana essa energia ao universo. evidentemente ela não volta muito boa para você. mas pense isso em escala mundial, milhões e milhões de pessoas pensando negativamente. não pode!

pare de reclamar o tempo todo e preste atenção na sua vida. aconteceu só coisa ruim hoje? e ontem? e anteontem? impossível não ter tido nada de bom. nem um aprendizadozinho? uma reflexão sequer? tenho certeza que não foi de todo ruim!

por que a gente não tenta o contrário? milhões e milhões de pessoas pensando positivamente? para isso eu preciso de você. eu preciso de cada pessoa. porque de unidade em unidade que fazemos o montante. se você pensa “ah, mas ninguém faz, então também não vou fazer” ou “tá ruim pra todo mundo, estamos todos no mesmo barco”, você é o motivo para as coisas não estarem acontecendo!

meu sonho para 2018 é que eu possa fazer minha parte. que eu me empodere. que eu tenha mais empatia. que eu seja poesia. que eu questione o que eu não vejo sentido para mim e eu me permita ser cada vez mais autêntica. que eu ame cada elemento desse universo que me proporciona estar aqui nesse momento. e que eu possa amar as pessoas não porque elas têm algo a me oferecer, e sim porque eu ofereço esse amor sem pedir nada em troca.

eu te desejo o mesmo, mas eu não posso sonhar por você.

feliz ano novo!

sarita bruta





0 Comentários: